Encontre-nos no G+
Concursos VDA
Vida de Aquarista
Publicidade
Os membros mais ativos do mês
Altair
 
SJorge
 
Uátyla
 

Destaque do mês!


Carregando avatar...



Posts:

Membro desde:


Mensagem para o membro:
Parabéns caro membro por está sempre ativo em nosso fórum, você é a prova de que todo o esforço tem resultado. Obrigado por nos ajudar.
Revista Meus Peixes

Matéria - Algas, vilãs? Nem tanto.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Em Curso Matéria - Algas, vilãs? Nem tanto.

Mensagem por Uátyla em 16/6/2013, 11:51

Algas, vilãs? Nem tanto.

No começo é um ponto verdinho em um canto dos nossos aquários, logo parecem outros e algumas começam a ficar “estranhas” e quando nos damos conta, tomaram de salto o nosso aquário. No substrato, nas pedras e plantas! E tem para todos os gostos, verdes gosmentas, pretas felpudas, microscópicas, gigantes e em alguns casos até que são bem bonitas. Sempre polêmicas, elas são fontes de estudos para seu combate. Afetam a estética e o bolso de quem quer um aquário impecável sem a sua presença. Porém ao contrario do que se pensa normalmente sobre elas, assim como todo micro-organismo  presente no aquário, contribui e é necessário neste ecossistema fechado em TODOS os aquários, sejam marinhos ou de água doce, fazendo com que alguns aquaristas fritem os seus miolos para descobrir sua causa. Falaremos principalmente das algas que ocorrem nos aquários dulcícolas, mais também estão presentes nos aquários marinhos onde são até desejadas.

Um pouco de ciência...
A parte da biologia que conduz seu estudo é a ficologia (do latim: fico significa algas e Logo conhecimento), as algas podem ser unicelulares ou multicelulares e não possuem tecidos ou órgãos especializados. Estão divididas em reinos, conforme o tipo de membrana nuclear, e subdivididas em filos, de acordo com o tipo de pigmento fotossintetizante (verde, marrom, vermelho) e as substâncias de reservas armazenadas no interior das células o reino monera é composto pelos primeiros seres vivos aparecerem na Terra, e estudos atribuem às algas a origem do oxigênio na Terra. Estes organismos tem uma estrutura procariótica, ou seja, sem uma verdadeira membrana nuclear e com os pigmentos fotossintéticos dispersos no citoplasma, já no reino protista ao qual pertencem alguns tipos de algas eucarióticas ( com uma verdadeira membrana nuclear) e realizam fotossíntese usando organelas chamadas cloroplastos.

Reprodução
A maioria das algas se reproduzem de forma sexuada, onde as células se comportam como gametas, maturam e se fundem para originar um zigoto. Este por sua vez si divide por meiose, uma forma de divisão celular e gera uma nova alga. No entanto na forma assexuada a reprodução se dá ou por divisões binárias (a célula se dividindo ao meio), fragmento (quando os talos se dividem) ou quando as células flageladas desprendem do talo e se fixam e algum local favorável para o seu desenvolvimento.

Função das algas no meio ambiente
Sim, as algas não foram colocadas no mundo apenas para chatear os aquaristas, deixar a água verde ou então nos fazer escorregar nas pedras durante os finais de semana na praia. Como qualquer organismo tem seu lugar, função e claro sua importância dentro de uma cadeia de eventos biológicos tanto na natureza quanto em nossos aquários. Vamos falar de sua importância no meio ambiente, na economia e depois nos aquários tenho certeza que pensara duas vezes antes de passar seu limpador de algas assassino no vidro do aquário. Mentira não vai, mais pelo menos vai saber do que si trata.
As algas são organismos autótrofos (ou não vai chamar ninguém assim na rua hein rsrrsr), ou seja, capazes de produzir o próprio alimento, consumindo excessos de nutrientes e também através da fotossíntese, liberam cerca de 70 a 90% do oxigênio contido em nossa atmosfera (Uau essa eu não sabia).
Basicamente as algas em ambientes naturais têm como função equilibrar ambientes eutróficos (saturados de nutrientes e compostos químicos, que podem ou não estar poluídos), reproduzindo sua carga de nutrientes convertendo-o em massa orgânica (no caso elas mesmas)podendo servi de alimentos os consumidores primários (heterotróficos, que são incapazes de gerar sua própria nutrição tais como peixes e moluscos). Como são grandes recicladoras do CO², convertendo e expelindo O² tanto na água quanto na atmosfera e reduzem a quantidade de amônia nestes ambientes. Claro que em desequilíbrio as algas podem prejudicar o ecossistema; por exemplo, quando se proliferam  totalmente sem controle, geram uma capa em lagos e ate mares, filtrando assim os raios solares e matando plantas e outras algas que necessitam do sol. Gerando assim mais matéria orgânica e por consequência, mais decomposição que geram gazes metano e CO² envenenando o ambiente. É a história que veneno e remédio são a mesma coisa o que muda é a dose.
As algas tem sua importância comercial. São alimento e base para muitos produtos industrializados que as vezes nem imaginamos que contenha algas, como cosméticos e fertilizantes e também na alimentação humana temos algas (lol mais uma que não sabia srsrs). Um exemplo é o caso da Porphyra umbilicalis, muito utilizados na cozinha Japonesa conhecida como Nori, é uma alga comestível ou então a Gelidium sesquipedali popularmente chamada de Agar-Agar que é utilizadas como espessante em gelatinas, cremes e sorvetes.

E no aquário??
Bom, estão preparados? Não só tem função como são importantes! Por esta não esperavam! Mas sim, são parte importante até do ecossistema do aquário e além da função fotossintética elas são consumidoras vorazes, mantendo parte do equilíbrio do nosso aquário evitando a eutrofização  do sistema, que no caso do aquário seria um desastre.

Tipos de algas e seu combate

Petecas
Aparecem em plantas de crescimento lento, na decoração do aquário e no substrato, crescendo em tufos pretos de mais ou menos 5mm. Em aquários com uma boa iluminação, nível baixo de CO² ou sua constante variação são os principais fatos para o seu aparecimento. Já em aquários com pouca luz seu surgimento se dá somente pela variação no CO². O excesso de ferro também pode contribuir.
São considerados o terror dos aquarista por não serem algas fáceis de combater. Porém podem ser combatidas da seguinte forma: exigem muitas trocas parciais de água, paciência e disciplina do aquarista para obter sucesso.
Inicialmente devemos removê-las mecanicamente das pedras, troncos e acessórios e podar as folhas das plantas contaminadas, evitando que os poros si espalhes e que si formem novos tufos. Após a raspagem faz uma troca parcial de 50% da água. É necessário aumentar  a circulação da água e aumentar lentamente o nível de CO² para 30ppm.
Devemos tomar muito cuidado ao aumentar o CO²devido o risco de perda de peixes por asfixia. O uso de produtos específicos no seu combate são bem vindos, mais sem exagero para não terem perdas de plantas sensíveis, tais como os musgos.

Cinocactérias
Não são algas verdadeiras e sim bactérias (cianobactérias) que si agrupam e formam uma película gosmenta com uma coloração que varia de verde a azul. Apesar do seu rápido crescimento são facilmente descartadas, basta remover com mangueirinhas ou sifão da TPA (Troca parcial da água). Si localizam em pontos de boa iluminação no aquário e normalmente tem um odor característico. Surgem quando há níveis baixos de nitrato, substratos mal limpos, filtros sujos e má circulação da água.
Uma boa sucção entre as pedrinhas do substrato com a mangueira da TPA, uma limpeza no filtro uma troca parcial de 30 a 50% do volume duas vezes por semana, adição de fertilizantes liquido a base de nitrato (importante manter esse nutriente por volta de 20ppm), e em alguns casos um blackout de 3 a 4 dias são as formas mais comuns de combate. Em casos mais graves tratar com eritromicina ou Maracyn. Porém o cuidado deve ser redobrado porque o primeiro é um antibiótico humano e o segundo um antifúngico de uso veterinário que funciona bem, mais trazem risco as colônias de basctérias.
Água verde
É formado por um conjunto de algas unicelulares dispersas na água e dependendo da quantidade, algumas se agrupam e a água ficam com aparência de uma sopa de ervilhas.
Tem como causa principal picos de amônia, muitas vezes não detectados com kit de testes devido a medição ser pontual. A amônia é muitas vezes a principal causa de águas verdes. Outra causa possível é um desequilíbrio de nutrientes associado ou não a baixos níveis de CO². por mais que façamos trocas parcial da água não conseguirmos acabar com o problema se não retomamos os parâmetros às condições normais e estabiliza-los.é importante lembrar que não si estabiliza um aquário da noite pro dia tudo depende de tempo, dedicação e esforço. Para limpa á água, recomendado um apagão de três dias , somados a TPA e uma outra forma de fazer isso só que bem mais eficaz é utilizar um filtro UV.
Um fato curioso é que a água verde serve de alimentos para alevinos de peixes de pequeno porte e principalmente kilifish.

Algas marrons
Apresentam-se na forma de pequenas machas marrons no vidro, substrato e plantas que vão crescendo e espalhando pelo aquário.
É muito comum aparecerem em aquários recém-montados que ainda não estão em equilíbrio, devido a concentrações de silicatos e amônia desordenados, em virtude das bactérias do filtro ainda não está madura. Excesso de alimentação, falta de manutenção dos filtros, iluminação fracas ou lâmpadas antigas também podem ocasionar seu surgimento. É bem fácil de ser combatida basta remove-las com uma esponja macia ou esquadro, inserir alguns peixes algueiros tais como cascudos e ottos, trocar as lâmpadas antigas, aumentar a potência luminosa do aquário, manter uma manutenção rotineira dos filtros (eu recomendo pelo menos uma vez por mês e tomar muito cuidado com as mídias filtrantes).

Imagem: Google.

Green spot
Ocorre no vidro do aquário e em plantas de crescimento lento de folhas duras, formando pequenos pontos verdes bastante difíceis de si retirarem.
Baixos níveis de fosfato, baixa injeção de CO², fluxo de água podre, filtragem ineficiente e excesso de iluminação suas principais causadoras.
Para o seu combate deve-se aumentar os níveis de fosfatos, para 2 e 3ppm, verificar os níveis de CO² (é bom utilizar o droop Checker), manter a iluminação por até 8 horas, melhorar o fluxo de água  e checar se a capacidade de filtragem está de acordo com o volume d aquário. Caso
 Não, o filtro deverá ser trocado por um de maior capacidade. Os pontos verdes podem ser raspados com lâminas de barbear ou com um bom raspador magnético.

Imagem: Google

Filamentosas
È o mais comum tipo de alga. Aparecem principalmente no início da montagem, onde há grande sobra de nutrientes na coluna d’água devido ao desequilíbrio de parâmetros.
Estão ligadas diretamente com o nitrato, portando onde houver excesso desse nutriente haverá filamentosas. Costumam se fixar em plantas mais delicadas, troncos e pedras. Quando se fixam em algum ornamento, como um tronco ou galho, pode dar um efeito bem agradável, mas para isso tem que ser controlado, senão vira bagunça. São como pequenos filamentos verdes, parecendo cabelos e de fácil remoção, bastando utilizar uma pequena mangueirinha e sugar o máximo possível, algo como uma escova ajuda bastante, só é preciso ter cautela para não danificar as plantas. Após a remoção manual do máximo que conseguiremos, basta manter uma rotina maior de TPA’s  (trocas parciais de água) e aumentar a “equipe de limpeza”, como Ottos e Ampulárias. Tomando essas medidas logo elas não serão mais problemas.


Imagem: Google


Última edição por uatyla em 14/9/2013, 00:35, editado 2 vez(es)


A Moderação Aconselham que


 
Respeite as Regras do Fórum.
Seja sempre ativo no fórum.
Faça sua Apresentação Aqui
Poste seu Setup Aqui
Clique em "Obrigado" e agradeça a quem te ajuda...





avatar
Uátyla
Idealizador
Idealizador

Mensagens Mensagens : 3080
Pontos Pontos : 4885
Reputação Reputação : 185
Data de inscrição Data de inscrição : 24/03/2013
Idade Idade : 26
Localização Localização : São Paulo - SP
Masculino
Alegre


http://www.vidadeaquarista.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Matéria - Algas, vilãs? Nem tanto.

Mensagem por Uátyla em 16/6/2013, 11:52

Amigos falta umas imagens, mais postarei em breve.


A Moderação Aconselham que


 
Respeite as Regras do Fórum.
Seja sempre ativo no fórum.
Faça sua Apresentação Aqui
Poste seu Setup Aqui
Clique em "Obrigado" e agradeça a quem te ajuda...





avatar
Uátyla
Idealizador
Idealizador

Mensagens Mensagens : 3080
Pontos Pontos : 4885
Reputação Reputação : 185
Data de inscrição Data de inscrição : 24/03/2013
Idade Idade : 26
Localização Localização : São Paulo - SP
Masculino
Alegre


http://www.vidadeaquarista.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Matéria - Algas, vilãs? Nem tanto.

Mensagem por Anderson (ad_pgua) em 20/6/2013, 22:46

otima materia uatyla, obrigado por compartilhar...
avatar
Anderson (ad_pgua)
Membro Avançado
Membro Avançado

Mensagens Mensagens : 641
Pontos Pontos : 701
Reputação Reputação : 27
Data de inscrição Data de inscrição : 27/03/2013
Idade Idade : 25
Localização Localização : paranagua
Masculino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Matéria - Algas, vilãs? Nem tanto.

Mensagem por Uátyla em 22/6/2013, 11:08

Tem muita coisa nessa matéria que eu nem sabia, breve postarei algo em relação a aquário hospital.


A Moderação Aconselham que


 
Respeite as Regras do Fórum.
Seja sempre ativo no fórum.
Faça sua Apresentação Aqui
Poste seu Setup Aqui
Clique em "Obrigado" e agradeça a quem te ajuda...





avatar
Uátyla
Idealizador
Idealizador

Mensagens Mensagens : 3080
Pontos Pontos : 4885
Reputação Reputação : 185
Data de inscrição Data de inscrição : 24/03/2013
Idade Idade : 26
Localização Localização : São Paulo - SP
Masculino
Alegre


http://www.vidadeaquarista.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Matéria - Algas, vilãs? Nem tanto.

Mensagem por Anderson (ad_pgua) em 22/6/2013, 12:33

positivo, fico no aguardo...
avatar
Anderson (ad_pgua)
Membro Avançado
Membro Avançado

Mensagens Mensagens : 641
Pontos Pontos : 701
Reputação Reputação : 27
Data de inscrição Data de inscrição : 27/03/2013
Idade Idade : 25
Localização Localização : paranagua
Masculino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
MensagensUsuários registradosÉ o novo membro