Encontre-nos no G+
Concursos VDA
Vida de Aquarista
Publicidade
Os membros mais ativos do mês
Altair
 

Destaque do mês!


Carregando avatar...



Posts:

Membro desde:


Mensagem para o membro:
Parabéns caro membro por está sempre ativo em nosso fórum, você é a prova de que todo o esforço tem resultado. Obrigado por nos ajudar.
Revista Meus Peixes

Matéria - Um pouco sobre Co²

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Em Curso Matéria - Um pouco sobre Co²

Mensagem por Acácio Junio em 18/9/2013, 10:21

Estava lendo para adquirir mais conhecimento e encontrei isso.

                                             CO2 é necessario ?

Se formos analisar pelo lado da sobrevivência das plantas o CO2 é dispensável para uns 95 % das especies de plantas aquáticas que usamos ....elas podem crescer e se multiplicar tranquilamente sem o uso do CO2....é claro que nunca adquirirão aquela exuberância que o CO2 proporciona.quando injetado, quer seja em aquários ou em lagos.

Entretanto há outros detalhes a se considerar como, por exemplo, a fauna que vai entrar no aquário principalmente se ele for ter plantas, e quanto mais plantas tiver maior a influencia delas no pH da água...pois a presença de plantas acaba alcalinizando o pH da água , porque quanto mais plantas maior o consumo do CO2 naturalmente gerado no aquário (respiração de peixes e plantas) e consequentemente também maior a produção de oxigênio mas o pH tende a aumentar, e para que este não tenha um aumento expressivo a presença de tamponadores (cascalho contendo íons cálcio, ou mesmo calcário) ajuda impedir que o pH suba a níveis críticos para a fauna, se bem que exige maior injeção de CO2 no sistema caso se pretenda manter um pH mais baixo (acido).

O CO2 é usado pelas plantas como fonte primaria de carbono na fotossíntese para produção de moléculas de glicose que fornecem a energia para as plantas.( a molécula de glicose tem 6 átomos de carbono )

Baseado em observação de nossa grande quantidade de tanques, onde produzimos nossas plantas sem nenhum artifício externo com absoluto sucesso (água totalmente parada e praticamente sem renovação ou trocas, tendo em vista que a água em nossos tanques é nascida no próprio tanque por afloramento do lençol freático ao contrario de pisciculturas normais que tem a água proveniente de rios próximos) tivemos a ideia de imitar isso em aquários substituindo apenas a fonte luminosa natural (sol ) por lampadas e isso nos mostrou ser perfeitamente possível e daí depois de anos de pesquisa termos chegado aos AQUARIOS AUTOCICLANTES que foi uma evolução do processo anterior dos tanques (ou lagos ) autociclantes.....onde a coexistência de peixes, caracóis, microorganismos, e plantas (e claro uma fonte luminosa) adquirem um equilibrio perfeito e mantêm o sistema, precisando apenas de uma jardinagem para controlar o aumento da quantidade de plantas.

Normalmente em autociclantes o CO2 é dispensável desde que escolhamos espécies de plantas (a grande maioria) que não sejam exigentes, e mesmo no caso de algumas, como em carpetes de Hemianthus callitricoides, onde usamos o CO2 apenas para a formação do carpete e depois retiramos o CO2, e ele se mantêm formado sem demonstrar carência desde que a iluminação se mantenha adequada. Outro motivo de se evitar o suo de CO2 em aquários autociclantes é que usamos caracóis para a limpeza de vidros, rochas e cascalho e em pH acido as conchas dos caracóis são corroídas levando-os à morte

Hoje em dia já se preconiza a NECESSIDADE de CO2 e NUTRIENTES em lagos,e toda uma parafernália que funciona como detectora e depois como injetora do que falta na água, o que achamos até um exagero, a menos que queiramos cultivar plantas da pequena minoria de plantas exigem o CO2 por seu alto metabolismo, mas é dispensável quando a maioria das plantas podem muito bem crescer bem sem nada disso.

Resumindo, o uso de CO2 gera realmente plantas mais exuberantes mas também exige do aquarista muito maior manutenção com podas pois as plantas crescem muito mais rapidamente, e para quem procura um aquário com menos trabalho de manutenção aconselhamos a escolha de plantas que não necessitem da adição de CO2...infelizmente a maioria das plantas que formam carpetes dependem do uso do CO2...estamos iniciando testes de tolerância a ausência ao CO2 e por enquanto apenas as sagitárias de pequeno porte e uma espécie nativa de echinodorus, foram muito bem em ausência de CO2 e a Hemianthus callitricoides apesar de precisar do CO2 na formação pode viver depois de formada sem a adição do gás.

Relação de plantas carpete que dispensam o CO2 em qualquer fase
Sagittaria subulata pusilla - altura de 7 a 10 cm
Sagittaria subulata subulata - altura de 10 a 15 cm
Echinodorus sp. "sunshine" - altura de 5 a 7 cm
Echinodorus sp. "MS" - altura de 10 a 12 cm (ainda em propagação)

Fonte:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Acácio Junio
Membro de Destaque
Membro de Destaque

Mensagens Mensagens : 224
Pontos Pontos : 282
Reputação Reputação : 20
Data de inscrição Data de inscrição : 28/04/2013
Idade Idade : 36
Localização Localização : Mirassol - SP
Masculino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Matéria - Um pouco sobre Co²

Mensagem por Acácio Junio em 18/9/2013, 10:28

Tópico Bloqueado de acordo com as Normas de Matéria.

Para comentar e tirar duvidas acessem o seguinte tópico:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Acácio Junio
Membro de Destaque
Membro de Destaque

Mensagens Mensagens : 224
Pontos Pontos : 282
Reputação Reputação : 20
Data de inscrição Data de inscrição : 28/04/2013
Idade Idade : 36
Localização Localização : Mirassol - SP
Masculino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
MensagensUsuários registradosÉ o novo membro