Encontre-nos no G+
Concursos VDA
Vida de Aquarista
Publicidade
Os membros mais ativos do mês
Altair
 
SJorge
 
Uátyla
 

Destaque do mês!


Carregando avatar...



Posts:

Membro desde:


Mensagem para o membro:
Parabéns caro membro por está sempre ativo em nosso fórum, você é a prova de que todo o esforço tem resultado. Obrigado por nos ajudar.
Revista Meus Peixes

Matéria - Anatomia do Guppy

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Em Curso Matéria - Anatomia do Guppy

Mensagem por Uátyla em 26/10/2013, 01:26

Peixes ornamentais compartilham com a maioria dos demais peixes uma estrutura particular, constituída pela maioria dos órgãos possuídos pelos humanos, acrescidos de outros, tais como a bexiga natatória, por exemplo. Dentes, língua, fígado, rins, um coração simplificado, uma forma pulmão adaptado ao meio, tudo isso neles encontramos. Salvo exceções, são recobertos por escamas, que lhes servem de proteção e os auxiliam na redução do atrito de deslocamento. Peixes são pecilotérmicos, ou seja, incapazes de aquecer seu corpo, compartilham a temperatura do meio em que se encontram. Peixes ornamentais tropicais, como é o caso, costumam estar em conforto na faixa de 20 a 28°C. Fora dela, principalmente em baixas temperaturas, ficam estressados e têm seriamente comprometido o seu metabolismo.

Estrutura
O formato do Guppy é estabelecido por um esqueleto ósseo. A coluna vertebral vai da cabeça à cauda e é feita por pequenos ossos perfurados, as vértebras. A cabeça, em sua formação óssea, o crânio, contém o cérebro. As mandíbulas, superior e inferior, também são ósseas. Ligadas às vértebras estão as costelas, que protegem a maioria dos órgãos vitais. Placas ósseas, chamadas opérculo, uma de cada lado, recobrem as guelras.



Nadadeiras se projetam do corpo, em locais determinados. Cinturões ósseos no ombro e na cintura auxiliam na fixação delas. Elas são mantidas por dois tipos de barbatanas ou raios: um rígido e sem divisões, o outro flexível e ramificado à medida que se afasta do corpo.
A natação é realizada quase que totalmente pela caudal, mediante movimentos similares figura de um oito. As demais auxiliam no direcionamento, elevação ou descida.
 
A bexiga natatória
A posição e o equilíbrio na água são mantidos, fundamentalmente, pela bexiga natatória que o Guppy possui, internamente. Múltiplos vasos recobrindo as paredes auxiliam na manutenção de seu conteúdo gasoso. Regulando a quantidade de oxigênio o peixe se situa em nível mais ou menos elevado no meio aquático. Em casos extremos, privados de oxigênio na água, ele é capaz de subir à superfície, expondo seus corpos, deixando apenas suas caudas submersas.

Cores
A cor do Guppy é devida a pontos coloridos, microscópicos, chamados cromatóforos, localizados na pele. O número e o arranjo desses pontos de cor é o que lhe fornece a grande variedade de padronagens com que se apresenta. Dependendo do estado do animal, os pigmentos contidos nas células do tecido podem se concentrar ou afastar, fazendo com que as cores se tornem mais ou menos intensas. A intensidade de cor é um dos indicativos da saúde do peixe.

O sistema digestivo
Guppies possuem dentes em suas mandíbulas e no céu da boca e uma língua. Depois da língua está a faringe e, em cada lado dela, aberturas para as guelras, através das quais a água circula. Um pequeno esôfago liga a faringe a um estômago relativamente grande. O intestino, curto, leva o alimento do estômago para a abertura anal, logo à frente da nadadeira de mesmo nome.
O Guppy tem um fígado, que fabrica bile para a digestão e um baço que ajuda a purificar o sangue. A digestão é rápida, algo como 45 minutos.

Sistema Circulatório

O coração tem dois compartimentos, ao invés de quatro: uma aurícula e um ventrículo. O sangue é forçado do ventrículo, quando se contrai, para as guelras, onde coleta oxigênio e libera dióxido de carbono. O sangue oxigenado é carregado por uma artéria dorsal, que se divide em vasos cada vez menores, para todo o corpo. Nos vasos capilares ele libera oxigênio e coleta dióxido de carbono e resíduos que são eventualmente carregados até o coração através das veias. Além das veias, outros tubos, chamados vasos linfáticos, ajudam a mover o sangue dos capilares ao coração, de onde é novamente bombeado para as guelras.

Sistema Respiratório
Guelras funcionam como pulmões e, em virtude de sua posição exposta, são sujeitas a doenças. Cada guelra consiste de um arco ósseo que tem em sua parte frontal estruturas denteadas chamadas lamelas, e em sua parte traseira, filamentos que são submetidos a uma corrente de água da boca para o opérculo. O tecido é altamente irrigado, sendo a troca de gases realizada em maior intensidade porque o sangue circula em sentido inverso ao da água.

Sistema reprodutivo
O Guppy é ovovivíparo, ou seja, nasce completamente formado, depois de ter seus ovos incubados internamente. O ovário é recoberto com epitélio germinal, pequenas células que se dividem e produzem descendentes. Após divisões subsequentes, quando recebem uma gema, elas se tornam ovos. Os ovos são incubados dentro da mãe, obtendo alimento do próprio ovo, e não da mãe.
Uma pequena passagem carrega os pequenos embriões, como eles são chamados nessa fase, até o momento do nascimento para o poro urogenital, onde eles parecem se desenrolar e fugir para a segurança. Seus primeiros movimentos, quase sempre os levam para o fundo, onde eles descansam por algum tempo, antes de se tornarem ativos.
O Guppy macho, assim como outros ovovivíparos, tem um gonopódio.
 
Ao nascer, a nadadeira anal do macho parece muito com a da fêmea. A medida que se desenvolve, ela vai gradualmente se modificando. A inserção da nadadeira no corpo é também diferente nos dois sexos, a do macho se movimentando para frente, à medida que ele matura. Quando completamente desenvolvido, os nove raios da nadadeira estão agrupados. Na ponta do mais longo deles, o terceiro, há um gancho apontando para trás. Não há um tubo furado no gonopódio, como muitos equivocadamente pensam.
O gonopódio está localizado exatamente atrás do poro urogenital. Em frente a esse poro estão as duas nadadeiras pélvicas, um tanto diferentes das femininas. A fertilização é realizada pelas três nadadeiras em conjunto projetadas para frente, formando um tubo temporário, através do qual o esperma é transmitido à fêmea.
No macho, os órgãos nos quais os espermatozóides são produzidos são chamados de espermarias, correspondendo aos testículos dos mamíferos. Uma passagem curta liga as espermarias à abertura urogenital. Diferentemente dos humanos, o esperma dos Guppies é reunido em conjuntos. O período de gestação, o tempo entre a fecundação e o nascimento, é de 22 a 24 dias. Os partos ocorrem, em boas condições, a cada 27 a 30 dias. Os dias adicionais são necessários para o aprontamento dos ovos para fertilização.
Um dos fatos mais notáveis sobre as fêmeas, além de sua capacidade de manter tantos filhotes em espaço tão pequeno, é o de que se for cruzada com um macho, ele vai fornecer esperma para várias ninhadas, sucessivas.
O esperma penetra no ovário, onde aguarda o amadurecimento do primeiro lote de ovos. Os demais ovos não maturam ao ponto de união com o esperma em reserva até que o primeiro lote deixe o corpo na forma de filhotes vivos. Há estudos que mostram que o esperma pode permanecer funcional em dormência no corpo da fêmea por oito meses. Mas, se ela vier a cruzar com outro macho, os novos filhotes descenderão deste último. Mesmo fêmeas imaturas, podem receber esperma e o reter até que amadureçam. Assim, é conveniente remover todos os machos adultos de um aquário com filhotes, para que a energia necessária ao crescimento não seja consumida na gestação.
O tamanho da fêmea é um dos fatores relacionados com o número de filhotes, quanto maior, em princípio, maior a quantidade deles.
Aos 30 ou 35 dias de idade, os sexos podem ser distinguidos visualmente, pelo desenvolvimento de um corpo maior nas fêmeas e o seu ponto gravídico. O macho começa a mostrar o seu gonopódio. A cor da cauda começa a aparecer nessa mesma época, dependendo da variedade.

Sistema Nervoso
Os Guppies possuem todos os sentidos dos mamíferos. O cérebro é o principal órgão da percepção. Uma coluna dorsal de nervos se desloca pelas vértebras. Os odores são processados por células olfativas conectadas no sistema respiratório, e identificados pelo cérebro. Eles escutam através de duas cavidades auditivas, que contém otólitos para interpretar vibrações sonoras. Eles sentem através de conexões nervosas na pele e nos órgãos da linha lateral - privativa dos peixes. Eles têm paladar. Eles se mantém equilibrados, provavelmente com a ajuda dos otólitos. Ao que parece, têm uma extraordinária capacidade de regeneração de nervos. É possível cortar sua espinha dorsal e tê-la regenerada em questão de dias.

Sistema Excretor
Os rins filtram o sangue e removem resíduos que são conduzidos para a bexiga urinária, por uretras. Tanto a bexiga quanto os rins são órgãos pequenos. A bexiga descarrega através do poro urogenital, logo atrás do ânus. O sangue carrega gases residuais, que são dissipados na água, através das brânquias.


Fonte: peixebom.com.br


A Moderação Aconselham que


 
Respeite as Regras do Fórum.
Seja sempre ativo no fórum.
Faça sua Apresentação Aqui
Poste seu Setup Aqui
Clique em "Obrigado" e agradeça a quem te ajuda...





avatar
Uátyla
Idealizador
Idealizador

Mensagens Mensagens : 3080
Pontos Pontos : 4885
Reputação Reputação : 185
Data de inscrição Data de inscrição : 24/03/2013
Idade Idade : 26
Localização Localização : São Paulo - SP
Masculino
Alegre


http://www.vidadeaquarista.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Em Curso Re: Matéria - Anatomia do Guppy

Mensagem por Thiago Marques em 29/10/2013, 12:08

Lebistes esqueleticamente detalhado!


A Moderação Aconselham que


 
Respeite as Regras do Fórum.
Seja sempre ativo no fórum.
Faça sua Apresentação Aqui
Poste seu Setup Aqui
Clique em "Obrigado" e agradeça a quem te ajuda...





Thiago Marques
Amigo VDA.
Amigo VDA.

Mensagens Mensagens : 691
Pontos Pontos : 827
Reputação Reputação : 58
Data de inscrição Data de inscrição : 03/05/2013
Idade Idade : 31
Localização Localização : Presidente Venceslau-SP
Masculino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum
MensagensUsuários registradosÉ o novo membro