Acará Bandeira Frenatus! Cardume de Neons Lago de Carpas Oscar Peixe Palhaço/Nemo

Acará piranga (Heros efasciatu)

O Acará piranga tem Corpo oval e cumprido lateralmente com formas das nadadeiras típicas dos ciclídeos, dois olhos grandes e boca pequena. Apresenta oito ou nove faixas pretas verticais que percorrem o corpo, mais acentuadas nos juvenis e quando adultos são mais visíveis na parte inferior, especialmente próximo a nadadeira caudal. Possuem olhos vermelho brilhantes. Sua coloração em forma selvagem é bastante variável, normalmente esverdeado a turquesa.

Habita ambiente lêntico, como zonas inundadas e estuários. Eventualmente pode frequentar água salobra.

Seu comércio como peixe ornamental é bastante comum, podendo ser apresentado na variação dourada ou mais recentemente a variedade vermelha conhecido popularmente como “red spotted”.

E. fasciatus muitas vezes são classificados erroneamente como Heros severus, geralmente uma mistura de espécimes regionais ou híbridos. Sabe-se que os métodos de reprodução das duas espécies são diferentes, enquanto H. severus é um encubador bucal, H. efasciatus dispersa seus ovos e larvas entre plantas e raízes (questionável).

Morfologicamente existe diferenças entre as duas espécies, enquanto H. efasciatus é maior que H. severus, o primeiro apresenta uma ampla gama de cores, principalmente entre espécimes criados em cativeiro, a partir de sua forma selvagem verde. Espécimes apresentando coloração ouro, recentemente o leucistico vermelho, são derivados de H. efasciatus, enquanto H. severus normalmente apresenta coloração creme pálido a marrom claro ou escuro.

Heros efasciatu

Nome Popular: Acará piranga, Acará-peba, Acará preto
Nome Científico: Heros efasciatu
Família: Cichlidae
Origem: Brasil, Guiana Francesa (questionável) e Peru
Sociabilidade: Solitário, Casal
Comportamento: Pacífico
pH: 5.5 – 7.0
Temperatura: 24°C – 32°C
Dieta: Onívoro
Tamanho do Peixe: 20 a 25 cm
Reprodução

• Ovíparo • maturidade sexual: menor que 12 meses
• local: Estabelece ovos em plantas e raízes • fertilização: externa
• Ovos e larvas: cerca de 200 ovos, eclodem em até 3 dias; larvas nadam livremente após 4 dias.
• Acasalamento e comportamento de copulação: estes peixes podem ser difícil formar casal e uma vez formado qualquer alteração no ambiente poderá desfazer esta ligação; fêmea desovará em alguma superfície plana (tronco, pedra) onde os ovos serão fertilizados no mesmo instante pelo macho.
• Papel Reprodutivo: pais cuidam da progênie, cuidado parental pode durar até seis semanas
Share:
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações

Publicidade

Nossos Seguidores

Postagem Recente