Acará Bandeira Frenatus! Cardume de Neons Lago de Carpas Oscar Peixe Palhaço/Nemo

Comedor de Algas Chinês (Gyrinocheilus aymonieri)

Os Comedores de algas Chinês São peixes pacíficos com a maioria dos outros peixes, mas podem se tornar agressivos com outros membros da espécie e semelhantes. Vivem boa parte de sua vida procurando por alimento nas superfícies de plantas, rochas, troncos e vidro do aquário. Caso a fauna do seu aquário seja composta por Acará disco e bandeira, tenha um pouco mais de atenção na alimentação do seu CAC (comedor de algas chinês), pois com fome ele poderá se aproveitar de peixes mais lentos e se alimentar do muco desses peixes, então ração de fundo é essencial...


Nome Popular: Comedor de Algas Chinês, CAC,
Nome Científico: Gyrinocheilus aymonieri
Família: Gyrinocheilidae
Origem: Ásia
Sociabilidade: Sozinho, Grupo
Comportamento: Pacífico
pH: 6,5 ~ 7,8
Temperatura: 26º a 30°C
Dieta: Onívoro
Tamanho do Peixe: 22 a 28 cm no tamanho adulto

Dimorfismo sexual: A fêmea costuma ser maior e ter o ventre um pouco mais roliço que o do macho.
Importante: estas características aparecem em peixes no final do estágio juvenil e em adultos, a diferença sexual entre filhotes é mais difícil de ser observada.

Reprodução: Separe o casal (ou um grupo) em um aquário próprio para a reprodução, sem outros peixes que possam importuná-los ou tentar comer seus ovos e filhotes, ofereça alimentação reforçada e quando a fêmea estiver visivelmente mais roliça (cheia de ovos), aumente a vazão da filtragem criando uma leve correnteza e aumentando a oxigenação. Repita o procedimento até que a fêmea desove, não há cuidado parental entre estes peixes.
Os ovos, por sua vez, são aderentes e eclodirão dentro de alguns dias, após a eclosão, os alevinos irão consumir o saco vitelino, depois podem ser alimentados com micro-vermes, infusórios, ração específica para alevinos de ovíparos. Recomenda-se usar filtro interno de espuma ou então colocar perlon na entrada de água do filtro externo para evitar sugar os filhotes quando em aquários próprios para reprodução.

Tamanho mínimo do aquário: 200 litros.

Outras informações: : Existem diversas variedades desta espécie. Muitas vezes estes peixes são comprados e/ou vendidos como peixes que se alimentam de restos e algas encontrados pelo aquário e que irão limpar o vidro do seu aquário. Embora eles se alimentem de pedaços de ração que cheguem ao substrato e algas fixadas nos vidros, não os mantém "limpos".
Existe uma grande variedade de rações específicas para peixes de fundo e elas devem ser a base da alimentação dos seus peixes, nada de deixá-los se alimentando apenas de restos!
Apresentam raios duros nas nadadeiras, peitorais e dorsal, que servem como defesa contra predadores e não são raros os casos em que, ao manter peixes muito grandes junto com eles, os mesmos fiquem presos na boca do predador podendo levá-los à morte ou a infecções terríveis causadas pelos ferimentos.
Portanto, cuidado com os companheiros de aquário! Nada de deixá-los com peixes que apresentem bocas grandes o suficiente para tentar engoli-los.
O aquário ideal deve possuir um substrato fino que não machuque seus delicados barbilhões nem permita o acúmulo de detritos que possam contribuir para deteriorar a qualidade da água, sendo, neste caso, a areia o mais indicado. Caso opte por usar cascalho de rio que possui granulometria maior lembre-se  sempre de sifonar bem o fundo para evitar o acúmulo de detritos.
Atenção: Estes peixes apresentam sua coloração de forma vívida apenas quando mantidos em ambiente ideal, peixes em situação estressante (baterias de lojas, logo após o transporte, etc) podem apresentar coloração muito pálida, que é facilmente revertida ao ser transferido para um local com parâmetros e necessidades adequadas à espécie.

Vídeo falando um pouco sobre o CAC (Comedor de Algas Chinês)

Share:
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Total de visualizações

Nosso Fórum

vida de aquarista

Publicidade

Postagem Recente